Atividade: Painel (Pesquisa experimental aplicada)

EXPERIÊNCIA ACADÊMICA DE ORIENTAÇÃO PARA PAIS À LUZ DA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO

 

NATALY REINALDO SILVA

Aline Cristina da Silva

Vera Socci

Universidade de Mogi das Cruzes

O tempo dispensado para educação dos filhos é de grande importância, sendo que muitos comportamentos são instalados na infância. Em uma condição de intervenções em grupo, as histórias de vida de cada participante podem contribuir como modelos para novos comportamentos. Este trabalho objetivou ensinar estratégias de prevenção e mudanças de comportamentos para um grupo de pais cujos filhos foram atendidos na Clínica Escola de uma Universidade. A metodologia utilizada foi adaptada do �Programa de qualidade na interação familiar� de Weber, Salvador e Brandenburg (2011), que consiste em encontros temáticos relevantes para relação pais e filhos, pautados na aprendizagem positiva. Os temas foram definidos previamente, totalizando 11 encontros, sendo: princípios de aprendizagem; envolvimento afetivo, regras e limites, consequências dos comportamentos desejados; consequências dos comportamentos indesejados; educação na atualidade; estilos parentais; educar para a autonomia; sexualidade; drogas; e encerramento. Todos os encontros foram planejados e discutidos durante as supervisões. Os encontros ocorreram entre fevereiro e junho de 2016. Os encontros consistiram em uma parte teórica, uma parte prática e uma tarefa para casa. No primeiro encontro foram abordados princípios básicos da aprendizagem, comportamento e o papel dos pais na educação dos filhos. No segundo encontro foi destacada a importância da demonstração de afeto. O terceiro encontro colaborou para compreensão da importância da clareza, consistência e coerência das regras e dos limites. O quarto encontro apresentou o quadro de possíveis recompensas e colaborou para que os pais valorizassem as características próprias dos filhos. No quinto encontro foi exposto que para educar os filhos não é necessário utilizar a punição corporal. O sexto encontro propiciou uma reflexão a respeito da educação que os pais receberam, comparando-a com os dias atuais. No sétimo encontro foi abordado o tema �Estilos Parentais�. No oitavo encontro foi discutida a importância do desenvolvimento da autonomia em seus filhos. O nono encontro abordou o tema sexualidade. O décimo promoveu a discussão drogas. O encerramento do grupo foi realizado no décimo primeiro encontro com resgate de todos os temas. Por meio das tarefas de casa pode-se concluir que os pais apresentaram melhoras, reduziram as aplicações educativas parentais indesejadas e ampliaram as ações desejadas. Este estudo apresenta limitações, pois as constatações das mudanças comportamentais foram avaliadas pelos relatos dos pais. Sugere-se a utilização de instrumentos para registro sistemático dos dados pré e pós-intervenção. Apesar de uma análise qualitativa, recomenda-se a continuidade da iniciativa de orientação para pais, pois trata-se de uma estratégia preventiva.

Palavras-chave: Grupo de pais; Interação familiar; Mudanças de comportamentos; estratégias preventivas.