Atividade: Painel (Análise de Produção Científica)

 

PRODUÇÃO CIENTÍFICA NOS ANAIS DO CONGRESSO BRASILEIRO DE TCR: TERAPIA COMPORTAMENTAL

ALINE CRISTINA DA SILVA

Nataly Reinaldo Silva

Dirce Rodrigues Sanches

Universidade de Mogi das Cruzes

Esta pesquisa teve como objetivo geral verificar e analisar a produção científica sobre terapia comportamental nos anais do Congresso Brasileiro de Terapia por Contingência de Reforçamento, entre 2012 e 2016. E como objetivos específicos, verificar a produção quanto ao ano e tipo de apresentação; analisar o tipo de autoria; identificar quanto ao gênero da autoria; verificar a área de pesquisa; e identificar as instituições mais representativas quanto a publicações. O acervo documental pesquisado refere-se aos resumos dos anais do Congresso Brasileiro de Terapia por Contingências de Reforçamento, evento promovido pelo Instituto de Terapia por Contingências de Reforçamento (ITCR). Foram analisados os anais de quatro edições entre 2012 e 2016, representando 33,01% em 2012, 11,65% em 2013, em 2014 não houve edição do Congresso, 29,61% em 2015 e 25,73% em 2016. Este material representa veículo genuíno de publicação científica em relação à terapia comportamental, sendo selecionado apenas as apresentações em painéis e comunicações orais, o que totalizou 206 trabalhos apresentados. Dos 211 resumos identificados, cinco foram excluídos por não estarem disponíveis na base de dados. Todos os resumos foram lidos, os dados foram tabulados, analisados segundo os objetivos estabelecidos, aplicada a estatística descritiva e não paramétrica (teste qui quadrado) e os resultados encontrados foram discutidos conforme a literatura da área. Em relação aos tipos de apresentação, há prevalência da submissão de Comunicações Orais, representando 72,61% dos resumos submetidos. Em relação ao tipo de autoria, 48,10% são de co-autoria e 82,06% são de contribuição do gênero feminino. Quanto à área de pesquisa, 67,48% dos resumos submetidos foram classificados como Estudos de Caso Clínico, em relação às instituições é possível verificar que a prevalência é de instituições de ensino em relação a instituições de outro cunho. Sendo 40,65% representadas por autores vinculados à própria instituição promotora do evento, ITCR Campinas. Pode-se concluir que, apesar do declínio em 2013, o evento mantém um número médio de apresentações por ano, sendo as comunicações orais sempre mais numerosas em relação aos painéis, a predominância de co-autoria pode estar ligada a prevalência da área de pesquisa (estudos de casos clínicos) e também a afiliação dos autores, que revelam a atividade prática da formação, por meio de atendimentos psicológicos supervisionados.

Palavras-chave: análise de produção; terapia comportamental; ITCR.