Atividade: Painel (Estudo de caso clínico)

COMPORTAMENTO DE ESQUIVA E A ACEITAÇÃO DE EMOÇÕES AVERSIVAS: DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS AO MEDO DE AVIÃO

TALITA REGINA DE LIMA CUNHA

Caroline Dutcovsky Santos

Regina Christina Wielenska

Universidade de São Paulo – USP

A esquiva é um comportamento que se caracteriza pelo reforço negativo condicionado (aprendido) e consiste no evitar um estímulo aversivo ou potencialmente aversivo. Muitos clientes que passam pela terapia comportamental comportam-se de modo a emitir muitos comportamentos de esquiva, que têm como função evitar um estímulo aversivo, que pode ser público ou encoberto como, por exemplo, sentimentos aversivos nomeados como ansiedade, angústia, medo, etc. O presente trabalho teve como objetivos: identificar e descrever os comportamentos de esquiva emitidos pela cliente, bem como a ampliação de repertórios alternativos a esse. Os comportamentos de esquiva eram emitidos nos mais diversos ambientes e, inclusive, foi avaliado como parte importante no agravamento do medo de voar de avião, identificado como  transtorno de pânico, que foi o diagnóstico inicial para o encaminhamento da cliente para à psicoterapia. As intervenções (descrição de contingências) visaram à discriminação dos comportamentos de esquiva pela cliente e a identificação de suas funções. Adicionalmente, foram utilizados procedimentos da Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) com o objetivo de promover a desfusão voltada ao medo de viajar de avião, e técnicas da exposição encoberta do voar. Tal procedimento atende ao objetivo de ampliação de repertório alternativo aos comportamentos de esquiva, visto que o controle que a cliente queria ter sobre seu medo e sobre as reações respondentes sentidas também se caracterizava como um comportamento de esquiva. Observou-se como resultado a cliente realizar a viagem de avião, relatando não apresentar o ataque de pânico, devido a não tentar controlar e/ou se esquivar do medo e a ansiedade, assim como a diminuição na frequência de comportamentos de esquivar-se das emoções aversivas em situações de relacionamento pessoal e profissional.

Palavras-chave: Esquiva; terapia analítico comportamental; ACT.