Atividade: Comunicação Oral (Estudo Conceitual)

 

HABILIDADES SOCIAIS E ANÁLISE DO COMPORTAMENTO: DIÁLOGOS E CONVERGÊNCIAS


Vanessa Santiago Ximenes
Universidade Federal de São Carlos

Raquel Martins Sartori
Universidade Federal de São Carlos

Bruno Luiz Avelino Cardoso 
Universidade Federal do Maranhão


O campo de estudos das Habilidades Sociais (HS) apoia-se em diferentes modelos teóricos para sua fundamentação teórica. A Análise do Comportamento (AC) é apontada pela literatura da área como uma dentre outras possibilidades de explicação teórica para os construtos do campo de HS, o que tende a tornar o tema preterido para o estudo entre os analistas do comportamento. Apesar disso, a AC oferece subsídios filosóficos, conceituais e empíricos completamente compatíveis com a análise dos comportamentos sociais classificados como HS, e permitem explicar a origem e manutenção de tais comportamentos com base na proposta do modelo de seleção pelas consequências do Behaviorismo Radical.  A partir do modelo da TCR é possível investigar os processos de instalação dessas classes comportamentais, bem como, manejar condições para a ampliação e manutenção das classes de HS no repertório do indivíduo. Nas HS, a unidade funcional de análise é o comportamento social emitido pelo indivíduo a fim de completar uma tarefa social, e tal comportamento é produto de três processos de variação e seleção, sendo eles, filogenético, ontogenético e cultural. Dado o caráter situacional das HS, tais habilidades podem ser examinadas a partir da perspectiva funcional e contextualista da AC. As pesquisas em HS têm apontado para a efetividade de suas intervenções a partir dos critérios estabelecidos pelas Práticas Baseadas em Evidências. Tal feito solidifica a potência da área de HS como estratégia de intervenção na Psicologia e no desenvolvimento de práticas culturais que produzam consequências com valor de sobrevivência para o indivíduo e o grupo a médio e longo prazo. Desta forma, avançar na aproximação entre os dois campos de estudo é um caminho promissor para ambas as áreas. Frente ao exposto, o estudo tem por objetivos analisar aspectos conceituais convergentes entre o campo das HS e AC, e discutir a aplicação das HS na prática clínica a partir de uma perspectiva comportamental. Almeja-se, como resultado deste tipo de estudo, que ambas as áreas se beneficiem: as HS por fortalecer a sua fundamentação teórica com bases na Análise do Comportamento (campo de estudos com respeitáveis pesquisas experimentais, conceituais e filosóficos) e a Análise do Comportamento, por dar foco a classes comportamentais específicas e fundamentais para promover relações interpessoais de maior equilíbrio de reforçadores entre os envolvidos.

Palavras-chave: Análise do Comportamento; Habilidades Sociais; Terapia por Contingências de Reforçamento.