Atividade: Comunicação Oral (Estudo de caso clínico)

 

EM BUSCA DE UM SONHO: ESTUDO DE CASO EM TERAPIA POR CONTINGÊNCIAS DE REFORÇAMENTO (TCR)

BLÁCIA PAULINA GONZALES CORRÊA FREIRE

Marília Zampieri

Adrian Parra Domingues

ITCR-Campinas

João (54) era consultor imobiliário há 15 anos e havia iniciado um trabalho como corretor em uma nova imobiliária poucos meses antes do início do processo psicoterapêutico. Sua queixa inicial foi o estresse que sentia, em função da não realização de vendas. Durante o processo psicoterapêutico, foi identificado que ele apresentava dificuldades, tais como: (a) déficit de respostas de organização financeira; (b) baixa variabilidade comportamental; (c) insensibilidade às consequências atrasadas; (d) déficit de respostas assertivas e excesso de verbalizações com topografia agressiva; (e) excesso de comportamentos governados por regras disfuncionais; (f) baixa tolerância à frustração; e (g) excesso de comportamentos indesejados de fuga-esquiva. Os objetivos psicoterapêuticos e alguns dos procedimentos realizados foram: (a) levar João a discriminar as Contingências de Reforçamento (CR) em operação na área profissional; (b) fortalecer os relatos sobre sentimentos, a partir da apresentação de SDs para evocar relatos sobre situações que presenciava e as reações respondentes e operantes produzidas; (c) desenvolver sensibilidade às consequências dos seus comportamentos; (d) desenvolver e fortalecer repertório de resolução de problemas e tomada de decisão, a partir da identificação das dívidas financeiras e apresentação de SDs pela psicoterapeuta para evocar comportamentos de escolha do cliente; (e) desenvolver e fortalecer repertório de assertividade, com apresentação de instrução verbal pela psicoterapeuta para emissão de comportamentos desejados, apresentação de modelos de comportamentos desejados, ensaio comportamental e apresentação de consequências pela psicoterapeuta nas situações simuladas e para os relatos de comportamentos desejados, emitidos no ambiente natural; (f) desenvolver a variabilidade comportamental para o exercício profissional e (g) enfraquecer o controle do comportamento por regras disfuncionais. O comportamento de adesão às sessões de psicoterapia foi importante para obter os resultados alcançados que se destacam: discriminação das CRs em operação na área profissional; ampliação de oportunidades profissionais, desligando-se do compromisso de exclusividade de uma imobiliária; identificação das consequências dos seus comportamentos; enfraquecimento de algumas regras disfuncionais, tais como as relacionadas aos relacionamentos afetivos, sexo e masturbação; quitação de algumas dívidas ao receber a primeira comissão.

Palavras-chave: Comportamento governado por regras; insensibilidade às consequências; Terapia por Contingências de Reforçamento (TCR).